1/1

Terapia com cristais

Historicamente os cristais têm uso terapêutico de distintas maneiras, podem ser pela mera presença deles no ambiente ou carregando-os próximo ao corpo na forma de amuletos ou joias; ou então na disposição harmônica, sobrepostos sob a região dolorida do corpo ou centros de energias como os chacras ou meridianos a depender da abordagem. Outra maneira é o uso interno como o elixir de cristais, o preparo se assemelha ao das essências florais seu processo de manipulação terapêutica também é simples e requer cuidados na execução.

 

A terapia com cristais também pode ser conhecida como cristaloterapia , gemoterapia ou litoterapia, consiste no uso terapêutico dos cristais que são gemas que possuem corpo uniforme com um retículo geométrico, que podem atuar diretamente sobre a energia vital de um indivíduo ao influenciar aspectos que envolvem caracteres pessoais, psíquicos e físicos do corpo humano.

 

Nos Vedas , uma das mais antigas literaturas existentes no mundo, datada de 3000 anos a.C., que é a base do conhecimento ayurvédico, também contém diversas informações sobre as propriedades curativas dos minerais quando ingeridos em forma de pó e cinza, ou como elixires, tinturas e água energizada.

Quase todos os minerais crescem em formas cristalinas. É por meio de sua forma geométrica única que apresentam singulares propriedades vibracionais e características específicas de frequência devido à simetria geométrica das estruturas cristalinas, que são constituídas de átomos dispostos em arranjos espaciais matematicamente precisos. A regularidade molecular das estruturas cristalinas proporciona uma influência energética estabilizadora nos sistemas energéticos e nos sistemas celular e biomolecular do corpo físico. Os elixires de cristais podem produzir poderosos efeitos sobre os meridianos, os chacras e os corpos sutis desempenhando um papel fundamental na regulação de diversos estados de consciência, em especial sobre a natureza emocional e saúde holística do indivíduo.

Os cristais são classificados, sendo divididos em sete sistemas básicos de acordo com a disposição de seus átomos: isométrico (cúbico), tetragonal, hexagonal, trigonal, ortorrômbico, monoclínico e triclínico. Há outras propriedades dos minerais que também são importantes dentre elas, a composição química e a cor são de grande relevância no viés terapêutico.

De forma geral a escassez de pesquisas científicas com a terapia com os cristais deixa como referências o uso empírico histórico como principal fonte de informações.

Fonte do texto:

PICOLO. G. A experiência da roda de conversa associada às práticas integrativas e complementares como instrumento terapêutico coletivo do Naturopata. Monografia apresentada para obtenção de título de Especialista em Naturopatia da Faculdade INESP sob orientação da Prof.ª Raquel Medina Jacareí 2016.

Referências:

GEMELLI, Anne Caroline e MARIMON, Roberto Gutterres. A gemoterapia como instrumento na terapêutica naturológica: um estudo de caso. Cad. acad. Tubarão, v. 3, n. 1, p. 71-102, 2011.

GERBER, Richard. Um Guia Prático de Medicina Vibracional. Trad. Paulo Cesar de Oliveira, Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Cultrix, 2000.

MORALES, E. Ramos. Gemoterapia. Medicina Naturista. Vol.1. Nº1: 36-49. 2007.

RAPHAELL, Katrina. As propriedades curativas dos cristais e das pedras preciosas. São Paulo: Pensamento. 1995.

SCHUMANN, Walter. Gemas do mundo. 7ª Ed. Rio de Janeiro: ao livro técnico, 1992.

1/1
1/1
Visite-nos

Estamos no Anália Franco (Tatuapé).

Entre em contato e agende sua visita.

Tel: 11-96604-5459
Email: picolo.gabriela@gmail.com

Gabriela Picolo - Terapias Integrativas

  • Facebook Social Icon
  • whatsapp-todesdrohungen_34808c42-296x300
  • telegram
  • Google+ Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • whatsapp-todesdrohungen_34808c42-296x300
  • telegram
  • Google+ Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now